COVID-19 e a economia criativa: impactos e tendências na produção e exibição de animação

Elisangela Lobo Schirigatti, Camila Kutiski

Resumo


A animação não se restringe apenas ao cinema, mas se estende em diversos formatos e áreas como publicidade, games e televisão, sendo também utilizada como ferramenta em diferentes meios. Devido à pandemia do novo Coronavírus e ao distanciamento social, a produção de conteúdos audiovisuais, como filmes e séries, foi interrompida e produtores em todo o país e no mundo tiveram que se adaptar à nova realidade. Diante disso, o presente artigo objetiva identificar os impactos da Covid-19 na exibição e produção de animação e as novas tendências pós-pandemia. Para isso, foi realizada uma pesquisa de caráter qualitativo, descritivo e bibliográficocom análise de dados secundários, tais como: artigos científicos, materiais técnicos e documentos do setor audiovisual. Em geral, foram observadas novas possibilidades de exibição, apontando principalmente para o fortalecimento das plataformas de streaming juntamente com o resgate de espaços culturais como meios de exposição. Além disso, as próximas produções lançadas online tendem a ser voltadas diretamente para o ambiente virtual e a exibição online. Assim, o presente artigo procurou reconhecer e caracterizar essas tendências, possibilitando a compreensão do seu cenário para, então, contribuir para a elaboração de políticas com foco em mitigar os efeitos negativos e estimular a retomada das atividades.


Texto completo:

PDF

Referências


ATHAYDE, Marco Antônio Souza de. Cinema de animação no Brasil: história e indústria moderna. Monografia para conclusão do Curso de Comunicação Social, habilitação em Audiovisual, pela Universidade de Brasília. Brasília - DF, p. 73. 2013.

CRESWELL, John W.; CRESWELL, J. David. Research Design: Qualitative, quantitative, and mixed methods approaches. SAGE Publications, 2018.

DEARO, Guilherme. Com cinemas fechados, Oscar muda regras e vai permitir filmes do streaming. Exame, 2020. Disponível em: https://exame.com/casual/com-cinemas-fechados-oscar-muda-regras-e-vai-permitir-filmes-do-streaming/. Acesso em: 12 de junho de 2021.

EHRLICH, David; DA ROCHA, Carlos Alberto MARTINS. Análise Comparativa da Animação Brasileira: Estudo das Características Estilísticas a Partir da Produção. [2018].

FARIA, Denis Leroy. Alcances e limites da produção de séries animadas em Minas Gerais: questões culturais na produção audiovisual brasileira. Dissertação de Mestrado em Estudos Culturais Contemporâneos, Universidade FUMEC. Belo Horizonte, p.113. 2018.

FGV; SEC-SP; SEBRAE. Conjuntura do setor de Economia Criativa: Efeitos da crise da Covid-19, 2020. Disponível em: http://www.cultura.sp.gov.br/wp-content/uploads/2020/07/Pesquisa-FGV-Impacto-pandemia.pdf. Acesso em 12/10/2020.

GARZON, Gabriela Maria. Estrutura de produção dos longas metragens de animação do Brasil. Dissertação de Mestrado em Artes Visuais, Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte, p. 173. 2012.

GOMES, Andréia Prieto. História da animação brasileira. Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro. 2008. Disponível em: https://www.cena.ufscar.br/wp-content/uploads/historia-da-animacao-brasileira1.pdf. Acesso em: 13 de abril de 2020.

GUALDA, Linda Catarina. O potencial exportador do cinema brasileiro: uma análise da cadeia produtiva do setor. Processando o Saber, v. 12, p. 01-15, 2020.

IZEL, Adriana. Pandemia abre espaço para o mercado de animação no mundo. Correio Braziliense, 2021. Disponível em: https://www.correiobraziliense.com.br/diversao-e-arte/2020/10/4883764-pandemia-abre-espaco-para-o-mercado-de-animacao-no-mundo.html. Acesso em: 10 de junho de 2021.

LIMA, Danilo. Acostumada ao trabalho remoto, área de animação é destaque durante pandemia. Diario de Pernambuco, 2021. Disponível em: https://www.diariodepernambuco.com.br/noticia/viver/2021/03/acostumada-ao-trabalho-remoto-area-de-animacao-e-destaque-durante-pan.html. Acesso em: 7 de junho de 2021.

MACEDO, Ricardo de. Esboço para uma história de animação brasileira. Dissertação de Mestrado para obtenção do grau em Stricto Sensu em História da Arte, Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, p. 168. 2016.

MASSAROLO, João Carlos; MESQUITA, Dario. Novas plataformas audiovisuais de vídeo sob demanda. Cibertecs. Conceitos, interações, automações, futurações. S. Luis: LabCom Digital, p. 107-132, 2016.

MONTEIRO, Thaís. Como o setor de animação foi impactado pela pandemia. Meio e Mensagem, 2020. Disponível em: https://www.meioemensagem.com.br/home/midia/2020/09/15/como-o-setor-de-animacao-foi-impactado-pela-pandemia.html. Acesso em: 30 de novembro de 2020.

DE MORAIS, Kátia SANTOS. Do apogeu à crise da política audiovisual brasileira contemporânea. Chasqui. Revista Latinoamericana de Comunicación, v. 1, n. 142, p. 57-74, 2019.

MORENO, Antônio. A experiência brasileira no cinema de animação. Artenova, em convênio com EMBRAFILME, 1978.

NYKO, Diego; ZENDRON, Patricia. O mercado consumidor de animação no Brasil. BNDES Setorial, v. 25, n. 49, p. 7-27. Rio de Janeiro, 2019.

OBEC-BA. Impactos da COVID-19 na Economia Criativa - Relatório Final, 2020. Disponível em: https://ufrb.edu.br/proext/images/pesquisa_covid19/RELAT%C3%93RIO_FINAL_Impactos_da_Covid-19_na_Economia_Criativa_-_OBEC-BA.pdf. Acesso em 20/10/2020.

OBEC-BA. Impactos da COVID-19 na Economia Criativa - Boletim Resultados Preliminares. Edição 1 - 13/04/2020, 2020. Disponível em: https://ufrb.edu.br/proext/images/covid19/boletim/BOLETIM1_RESULTADOS_PRELIMINARES_Impactos_da_Covid-19_na_Economia_Criativa.pdf. Acesso em 20/10/2020.

PEREIRA, Ariel Romualdo. O Instagram como Nova Plataforma de Narrativas Audiovisuais: O caso @eva.stories. Monografia para a obtenção do título de bacharel em Cinema e Audiovisual, Universidade Federal de Juiz de Fora. Juiz de Fora, p. 51. 2019.

QUARENTENA impacta cinema e produção audiovisual. Digitais, 2020. Disponível em: https://digitais.net.br/2020/06/quarentena-impacta-cinema-e-producao-audiovisual/. Acesso em: 17 de setembro de 2020.

SANTOS, Larissa. Oscar 2021 tem novas regras com pandemia e streaming ganha espaço; veja mudanças. CNN Brasil, 2021. Disponível em: https://www.cnnbrasil.com.br/entretenimento/2021/01/13/oscar-2021-tem-novas-regras-com-pandemia-e-streaming-ganha-espaco-veja-mudancas. Acesso em: 12 de junho de 2021.

SCHIRIGATTI, Elisangela Lobo; AVRICHIR, Ilan. Processo de produção de uma animação: Uma abordagem teórica. Diálogo com a Economia Criativa, v. 4, n. 11, p. 32-55, 2019.

SMITH, Gerry. Pandemia aquece mercado de séries e filmes de animação para TV. Exame, 2020. Disponível em: https://exame.com/casual/pandemia-aquece-mercado-de-series-e-filmes-de-animacao-para-tv. Acesso em: 30 de novembro de 2020.

SPCINE. Observatório Spcine: Ações de Proteção do Audiovisual frente a Crise da Covid-19 no Brasil e no Mundo, 2020. Disponível em: http://spcine.com.br/wp-content/uploads/Atualizações-Ações-e-Pol%C3%ADticas-de-Proteção-do-Audiovisual-no-Brasil-e-Mundo-18_05ok.pdf. Acesso em 12/10/2020.

United Nations Conference on Trade and Development [UNCTAD]. Creative Economy: Report 2010. 2010.




DOI: http://dx.doi.org/10.22398/2525-2828.618114-125

A Revista está listada nos seguintes indexadores e repositórios:

LATINDEX: https://www.latindex.org

PORTAL DE PERIÓDICOS CAPES: http://www.periodicos.capes.gov.br

DOAJ - https://goo.gl/f862GM

Diadorim - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras - http://diadorim.ibict.br/handle/1/1649

Sumarios.org - https://goo.gl/AJe9GY

LatinREV - Rede Latinoamericana de revistas acadêmicas do campo das ciências sociais e humanidades - http://flacso.org.ar/latinrev/ 

REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico) - https://www.redib.org/

____________

ESPM Rio
Rua do Rosário 90 - Centro - Rio de Janeiro - 20.041-002 - RJ
revistadcec-rj@espm.br
ISSN 2525-2828 

 

Licença Creative Commons

A Diálogo com a Economia Criativa está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.