Economia criativa, cidades criativas: casos Latino-Americanos

Carolina Gallo Garcia, Stefano Florissi Florissi

Resumo


O contínuo investimento no desenvolvimento criativo das cidades parte de um entendimento da vida nas cidades como fonte inesgotavelmente rica e dinâmica, tanto para o desenvolvimento humano como econômico. A partir da hipótese que uma cidade pode se tornar paulatinamente mais criativa através da articulação de sua comunidade e soluções governamentais, o presente trabalho visa apontar novas possibilidades e caminhos para o desenvolvimento com base em uma revisão teórico-metodológica de estudos sobre cidades criativas e dois estudos de caso de cidades latino-americanas que atuaram ativamente em suas renovações criativas: Buenos Aires, Argentina e Medellín, Colômbia. Ao final do artigo, buscamos compreender como tais exemplos podem auxiliar à reflexão do caso da cidade de Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul. Com o intuito de propiciar um debate de ideias mais aprofundado, este artigo se deterá em questões mais pragmáticas sobre modelos de planejamento urbano apoiados prioritariamente em atividades culturais, buscando evidenciar o potencial gerador de bem-estar social e econômico da cultura, bem como proporcionar subsídios teórico-práticos que justifiquem a priorização de ações na agenda de políticas públicas direcionadas ao aumento da produção local de bens simbólicos.

Texto completo:

PDF

Referências


Alcaldía de Medellín (2008) Medellín: la transformación de una ciudad, Medellín.

ARGAN, Giulio Carlo. História da arte como história da cidade. São Paulo: Martins Fonte, 1995.

BARQUERO, Antônio Vázquez. Desenvolvimento Endógeno em tempos de Globalização. Porto Alegre: Fundação de Economia e Estatística, 2001.

BERMAN, Marshall. Tudo que é sólido se desmancha no ar: a aventura da modernidade. 5ª Ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1987.

BOURDIEU, Pierre. A economia das trocas simbólicas. 7ª Ed. São Paulo: Perspectiva, 2011.

BURKE, Peter. Uma história social do conhecimento: de Gutenberg a Diderot. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2003.

____________. Uma história social do conhecimento II: da Enciclopédia à Wikipédia. Trad. Denise Bottman. Rio de Janeiro: Zahar, 2012.

CAMAGNI, Roberto. Economia Urbana. Barcelona: Antonio Bosch, editor S.A, 2004.

CARDONA, M. et al. Homicidios en Medellín, Colombia, entre 1990 y 2002: actores, móviles y circunstancias. Brasil, Cadernos De Saúde Pública ISSN: 0102-311X, 2005 vol: 21 fasc: 03 págs: 840 - 851

CAUQUELIN, Anne. Arte contemporânea: uma introdução. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

FLORIDA R. (2002), The Rise of the Creative Class, Basic Books.

GEERTZ, Clifford: A interpretação das culturas, Rio de Janeiro: Ed. Guanabara, 1989

HALL, Peter. Cidades do amanhã: uma história intelectual do planejamento e do projeto urbanos no século XX. São Paulo: Perspectiva, 2002

__________. The World Cities. New York: McGraw-Hill. 1966.

Informe la Economía Creativa de la Ciudad de Buenos Aires. Delimitación y primeras estima-ciones, 2008. Ministerio del Desarrollo Económico

JACOBS, Jane. Morte e vida de grandes cidades. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

_______. La Economia de las Ciudades. Barcelona: Peninsula, 1975.

Juventud y Política en Medellín: Construyendo nuevas visiones, Grupo de investigación Gestión y Políticas Públicas Territoriales, GPPT (2011)

KOTKIN, Joel. New Geography. Nem York: Randon, 2000.

LANDY, Charles. The Creative City: a toolkit for urban innovators. 2ª Ed. Londres: Earths-can, 2008.

_____________. Prefácio. In: REIS, Ana Carla Fonseca; KAGEYAMA, Peter (Orgs.). Cidades

Criativas – Perspectivas. 1ª ed. São Paulo: Garimpo de Soluções & Creative Cities Productions.

p. 7-15

LYNCH, Kevin. The image of the city. Cambridge: The M.I.T. Press, 1960.

MANKIW, N. Gregory: Introdução à economia: princípios de micro e macroeconomia. 2ª Edição, Rio de Janeiro: Elsevier, 2001.

MARSHALL, A. Princípios de economia. São Paulo: Nova Cultural, 1996.

McNamara, Erinn B. Strengthening the community with culture in Medellin through Park-Library San Javier. Bartlett School of Planning, University College London, 2009.

Observatorio de Economía Creativa, Informe de la Economia Creativa de la Ciudad de Buenos Aires, 2008

Plan de Desarrollo de Medellín 2004 – 2007 - “Medellín compromiso de toda la ciudadanía”

PORTER, M. Vantagens competitivas das nações. Rio de Janeiro: Campus, 1990.

RAUSELL, Pau (org.) Cultura: estrategia para el desarrollo local. 1ª Ed. - Madrid : AECID : Universitat de Valencia, Instituto Interuniversitario de Desarrollo Local, 2007.

REIS, Ana Carla F.; KAGEYAMA Peter (Orgs). Cidades criativas: perspectivas. 1ª Ed - São Paulo: Garimpo de Soluções, 2011.

RUPERT, Evelyn Sharon. The Moral Economy of Cities: shaping good citizens. Toronto: University of Toronto Press, 2006

SCOTT, Allen J. The Cultural Economy of Cities. London: Sage, 2000.

SASSEN, Saskia. The Global City: New York, London, Tokyo. Princeton: Princeton University Press, 1991

SENNETT, Richard. O declínio do homem público. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

ZUKIN, Sharon. Naked City: The Death and Life of Authentic Urban Places. New York: Oxford University Press, 2009

____________. Loft Living: Culture and Capital in Urban Change. New York: John Hopkins University Press, 1989.

World Urbanization Prospects. Department of Economics and Social Affairs. New York, United Nations, 2014.

Outras Referências

Relatório do Observatório da Cidade de Porto Alegre, disponível em: http://portoalegreemanalise.procempa.com.br/?regioes=1_4_0, acesso em 07 de julho de 2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.22398/2525-2828.2538-56

A Revista está listada nos seguintes indexadores e repositórios:

LATINDEX: https://www.latindex.org

PORTAL DE PERIÓDICOS CAPES: http://www.periodicos.capes.gov.br

DOAJ - https://goo.gl/f862GM

Diadorim - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras - http://diadorim.ibict.br/handle/1/1649

Sumarios.org - https://goo.gl/AJe9GY

LatinREV - Rede Latinoamericana de revistas acadêmicas do campo das ciências sociais e humanidades - http://flacso.org.ar/latinrev/ 

REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico) - https://www.redib.org/

____________

ESPM Rio
Rua do Rosário 90 - Centro - Rio de Janeiro - 20.041-002 - RJ
revistadcec-rj@espm.br
ISSN 2525-2828 

 

Licença Creative Commons

A Diálogo com a Economia Criativa está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.