Memória e identidade cultural da comida no Masterchef Brasil

Adelaide Rocha de la Torre Chao, João Luis de Araújo Maia

Resumo


Observamos aqui o programa de televisão MasterChef Brasil. A partir do talent show afirmamos que a culinária se estabelece no imaginário coletivo e afetivo marcando as nossas vidas de maneira sensível através de uma narrativa que recorre às situações do passado, trazendo saudades. Observando a comida como fenômeno comunicacional, seja preparada em casa, restaurante ou em competição no programa de televisão, percebemos que as lembranças afetivas dos participantes e jurados assumem o papel de “agente socializador” nas relações de mediação e vinculação. A relação entre comida e cultura marca as identidades que a alimentação proporciona ao indivíduo e ao grupo.


Texto completo:

PDF

Referências


CARNEIRO, H. Comida e sociedade: uma história da alimentação. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003.

CAROSELLA, P. Gleice se emociona ao lembrar de irmão morto. 2016. Disponível em: http://entretenimento.band.uol.com.br/masterchef/2016/videos/gleicesimao/15835658/gleice-se-emociona-ao--lembrar-de-irmao-morto.html. Acesso em: 21 abr. 2016.

CAROSELLA, P.; VAGNOTTI, V. Vanessa encanta chefs e faz Paola chorar com presente. 2016. Disponível em: http://entretenimento.band.uol.com.br/masterchef/2016/videos/vanessa-vagnotti-/15799846/vanessa-encanta-chefs-e-faz-paola-chorar-com-presente.html. Acesso em: 12 maio 2016.

CARVALHO, M. C. Bricolagem alimentar nos estilos naturais. Rio de Janeiro: EDUERJ, 2013a.

CARVALHO, M. C.; SABINO, C. Comida natural: o consumo neorromântico da roça visto da cidade grande. In FREITAS, R.; PRADO, S. (Org.). Alimentação, consumo e cultura. Curitiba: CRV, 2013b. (Série Sabor Metrópole.)

CASCUDO, L. Dicionário do folclore brasileiro. 10. ed. Rio de Janeiro: Ediouro, 1998.

CHAO, A. Comunicação e cultura: a Feira das Yabás. 2015. 108 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) – Faculdade de Comunicação Social, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2015.

CRUZ, H. Candidata deseja mudança de vida radical e apresenta prato histórico. 2016. Disponível em: http://entretenimento.band.uol.com.br/masterchef/2016/videos/hellen-cruz/15807246/candidatadeseja-mudanca-de-vida-radical-e-apresenta-prato-historico.html. Acesso em: 12 maio 2016.

FU KUANG, L. Lee apresenta prato e projeto para reduzir desperdícios. 2016. Disponível em: http://entretenimento.band.uol.com.br/masterchef/2016/videos/lee-fu-kuang/15807337/leeapresenta-prato-e-projeto-para-reduzir-desperdicios.html. Acesso em: 12 maio 2016.

GIARD, L. Artes de nutrir. In CERTEAU, M. et al. (Org.). A invenção do cotidiano: 2 morar, cozinhar.

Rio de Janeiro: Petrópolis, 2013.

HALBWACHS, M. A memória coletiva. São Paulo: Vértice, 1990.

LAVINAS, E. A narrativa “espetacularizada” dos reality shows de gastronomia. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO - INTERCOM, 38., 2015, Rio de Janeiro. Anais... São Paulo: Intercom, 2015. p. 1 - 2. Disponível em: . Acesso em: 10 maio 2016.

MAFFESOLI, M. O tempo das tribos: o declínio do individualismo nas sociedades de massa. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1998.

MAFFESOLI. M. Homo Eroticus: comunhões emocionais. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2004.

Masterchef Brasil. Inscrições 2016. Disponível em:http://inscricoes2016.com.br/masterchef-brasil--inscricao.html. Acesso em: 10 maio 2016.

MINTZ, S. W. Comida e antropologia: uma breve revisão. Revista Brasileira de Ciências Sociais, [s.l.], v. 16, n. 47, p.31-42, out. 2001. FapUNIFESP (SciELO). Disponível em:http://dx.doi.org/10.1590/S0102-69092001000300002. Acesso em: 21 abr. 2016.

MONTANARI, M. Comida como cultura. São Paulo: Senac, 2008.

NORA, P. Entre história e memória: a problemática dos lugares. Revista Projeto História. São Paulo, v. 10, p. 7-28, 1993.

POLLAK, M. Memória e identidade social. Estudos Históricos: CPDOC/FGV, Rio de Janeiro, v. 5, n. 10, p.200-210, 1992.

RAMOS, A. Notas sobre a culinária negro-brasileira. In CASCUDO. L. da C. (Org). Antologia da alimentação no Brasil. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos Editora, 1977.




DOI: http://dx.doi.org/10.22398/2525-2828.1313-24

A Revista está listada nos seguintes indexadores e repositórios:

LATINDEX: https://www.latindex.org

PORTAL DE PERIÓDICOS CAPES: http://www.periodicos.capes.gov.br

DOAJ - https://goo.gl/f862GM

Diadorim - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras - http://diadorim.ibict.br/handle/1/1649

Sumarios.org - https://goo.gl/AJe9GY

LatinREV - Rede Latinoamericana de revistas acadêmicas do campo das ciências sociais e humanidades - http://flacso.org.ar/latinrev/ 

REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico) - https://www.redib.org/

____________

ESPM Rio
Rua do Rosário 90 - Centro - Rio de Janeiro - 20.041-002 - RJ
revistadcec-rj@espm.br
ISSN 2525-2828 

 

Licença Creative Commons

A Diálogo com a Economia Criativa está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.